dimanche 4 septembre 2016

Goncalves Dias - "Canção do exílio - Chanson de l'exil"


Gonçalves Dias   (1823 -1864), poète brésilien



Antonio Gonçalves Dias est né au Brésil, dans l'état de Maranhão, fils de João Manuel Gonçalves Dias, un commerçant portugais originaire du nord du Portugal, et de Vicência Ferreira, une femme métisse. On l'envoya continuer ses études à Coimbra, au Portugal, d'où il est revenu diplômé en droit. En contact avec ses collègues d'université et les poètes romantiques de l'époque (tels Almeida Garrett, Alexandre Herculano...), Gonçalves Dias adopta le style romantique en vogue dans les pays d'Europe et écrit à Coimbra, le célèbre poème "Chanson de l'exil" où il décrit avec des accents nostalgiques, les beautés du Brésil, son pays de naissance.


Canção do exílio / Chanson de l'exil
(de 1843)

Voici ma traduction libre du joli poème:

Mon pays a des palmiers,
Où chante le Sabiá;
Les oiseaux, qui chantent ici,
Ne chantent pas comme là-bas.

Notre ciel a plus d’étoiles,
Nos vallées ont plus de fleurs,
Nos forêts ont plus de vie,
Notre vie a plus d’amours.

En songeant, tout seul, la nuit,
Plus de plaisir j’y trouve là-bas;
Mon pays a des palmiers,
Où chante le Sabiá.

Mon pays a des beautés,
Telles que je ne trouve pas ici;
En songeant, tout seul, la nuit,
Plus de plaisir j’y trouve là-bas;
Mon pays a des palmiers,
Où chante le Sabiá.


Que Dieu ne me laisse pas mourir,
Sans que je retourne là-bas;
Sans que j’accède aux beautés
Que je ne trouve pas ici;
Sans que je revois les palmiers,
Où chante le Sabiá.




Canção do Exílio - Gonçalves Dias Publié par Alexandre Alves

Canção do Exílio, de Gonçalves Dias, é um dos poemas mais conhecidos do Brasil. Foi escrito em julho de 1843, em Coimbra, Portugal. O poema, por conta de sua alusão à pátria distante, tema tão próximo do ideário do Romantismo, tornou-se emblemático na cultura brasileira.

le texte original :

Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá;
As aves, que aqui gorjeiam,
Não gorjeiam como lá.

Nosso céu tem mais estrelas,
Nossas várzeas têm mais flores,
Nossos bosques têm mais vida,
Nossa vida mais amores.

Em cismar, sozinho, à noite,
Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Minha terra tem primores,
Que tais não encontro eu cá;
Em cismar, sozinho, à noite,
Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Não permita Deus que eu morra,
Sem que eu volte para lá;
Sem que desfrute os primores
Que não encontro por cá;
Sem qu´inda aviste as palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Gonçalves Dias

9 commentaires:

  1. Não conhecia e achei fantástico!
    Boa semana

    RépondreSupprimer
  2. Desconhecia, completamente.
    Mas que patriotismo exacerbado!
    O poema revela as saudades k ele sente da sua Pátria.

    Beijos.

    RépondreSupprimer
    Réponses
    1. Sim Céu! o Brasil tinha-se tornado independente havia pouco tempo e os poetas "ajudavam" na criação do sentimento patriótico!

      Supprimer
  3. La même chose, encore!

    Bon dimanche.

    Bises.

    RépondreSupprimer
  4. Lindo poema!! Mas com muita saudade à mistura.
    Quem não sente não é boa gente!!.. Seu país no coração?..Obrigada pela sua visita e volte sempre.Um abraço
    http://poemasdaminhalma.blogspot.pt/

    RépondreSupprimer
  5. Lindo poema!! Mas com muita saudade à mistura.
    Quem não sente não é boa gente!!.. Seu país no coração?..Obrigada pela sua visita e volte sempre.Um abraço
    http://poemasdaminhalma.blogspot.pt/

    RépondreSupprimer
  6. Olá, Ângela
    Desconhecia completamente, mas achei lindo!
    Declamado fica ainda mais valorizado.
    Escolha óptima.

    Votos de uma semana muito feliz.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS




    RépondreSupprimer
  7. E Gonçalves Dias continua com esta tristeza. "Pobre" homem!

    Beijinhos.

    RépondreSupprimer
  8. angela eu gostava demais deste poema canção do esilio. Minha professora de portugues era nota dez em fazzer a gente sentir a poesia.
    meu email é monicaagpaiva@gmail.com
    Gostaria de poder levar para voce uma lembrancinha.
    com carinho monica

    RépondreSupprimer

Merci de tout coeur pour vos visites et commentaires!