dimanche 26 août 2018

Brasil


Le symbolisme est courant littéraire et artistique qui surgit en Europe au XIXe siècle, qui par oppostion au naturalisme et au matérialisme, cherche à développer un art nouveau qui fait appel à la suggstion et à l'intuition et au moyen des sensations et des impressions que les choses provoquent.
Les oeuvres du symbolisme s'inspirent de la spiritualité, de l'imagination, de rêves et sont imprégnées de métaphysique, de mystère, voire de mysticisme.

Je vous presente un poète que j'ai découvert : Afonso Henrique da Costa Guimarães, dit Alphonsus de Guimaraens (né le 24 juillet 1870 à Ouro Preto, Minas Gerais, Brésil – mort le 15 juillet 1921, à Mariana, Minas Gerais, Brésil) est un poète et écrivain brésilien.
Il écrivit surtout de la poésie et on le considère comme l'un des principaux symbolistes
Alphonsus était le fils d'Albino da Costa Guimarães, commerçant de Cepães, Braga, Portugal, qui était parti s'installer au Brésil, et de Francisca Paula Guimarães Alvim, elle-même nièce du poète Bernardo Guimarães.
Voici ma traduction (d'amateur) d'un de ses poèmes:

Ismália
XXXIII
Lorsqu’Ismália perdit la raison,
Elle monta sur la tour pour rêver ...
Elle a vu une lune dans le ciel,
Elle a vu une autre lune dans la mer

Dans le rêve où elle s’est égarée,
Au clair de lune elle s'est baignée ...
Elle voulait monter au ciel,
Elle voulait descendre à la mer ...

Et, dans sa divagation,
Dans la tour, elle s’est mise à chanter ...
Elle était tout près du ciel,
Elle était loin de la mer ...

Et comme un ange elle a baissé
Les ailes pour s'envoler ...
Elle voulait la lune du ciel,
Elle voulait la lune de la mer ...

Les ailes que Dieu lui a données
De chaque côté se sont déployées...
Son âme est montée au ciel,
Son corps est descendu à la mer …

Et voici le poème avec le texte original

Quando Ismália enlouqueceu,
Pôs-se na torre a sonhar…
Viu uma lua no céu,
Viu outra lua no mar.

No sonho em que se perdeu,
Banhou-se toda em luar…
Queria subir ao céu,
Queria descer ao mar…

E, no desvario seu,
Na torre pôs-se a cantar…
Estava perto do céu,
Estava longe do mar…

E como um anjo pendeu
As asas para voar…
Queria a lua do céu,
Queria a lua do mar…

As asas que Deus lhe deu
Ruflaram de par em par…
Sua alma subiu ao céu,
Seu corpo desceu ao mar…
Alphonsus de Guimaraens 

Alphonsus de Guimaraens, pseudônimo de Afonso Henrique da Costa Guimarães (Ouro Preto, 24 de Julho de 1870 - Mariana, 15 de Julho de 1921, foi um escritor e poeta brasileiro.
A poesia de Alphonsus de Guimaraens é marcadamente mística... Seus sonetos apresentam uma estrutura clássica, e são profundamente religiosos e sensíveis na medida em que explora o sentido da morte, do amor  impossível,  da solidão e da inadaptação ao mundo. Alphonsus de Guimaraens é simultaneamente neo-romântico e simbolista.  Filho de Albino da Costa Guimarães, comerciante nascido em Cepães, Braga, Portugal, e de Francisca de Paula Guimarães Alvim, sobrinha do poeta Bernardo Guimarães (Wikipedia)
"..Sua poesia, equilibrada e uniforme, é quase toda voltada para o tema da morte da mulher amada (a morte da prima a quem amava, Constança, marcou profundamente a vida do poeta), e todos os outros temas que explorou – natureza, arte e religião – estão relacionados àquele…"

Em resposta ao convite da Prof. Lourdes e da sua 50ª edição do seu Poetizando e Encantando, escolhi a  4 Imagem-  Parte do mapa da América do Sul com destaque o Brasil em vermelho intenso e brilhante, no centro um girassol.

A força da amizade, um abraço especial aos amigos do outro lado do Atlântico, a quem agradeço e desejo as maiores felicidades :) com a minha participação desta semana:

imagem gentilmente cedida que transcrevo do blogue https://filosofandonavidaproflourdes.blogspot.com/ para o passatempo da amizade
Brasil 

De longe saúdo o Brasil,
no seu estado puro e cristalino,
na sua força como o diamante,
na teia de lendas e história,
que nos liga com glória,
ao doce país irmão.

O nosso abraço percorre
as cidades maravilhosas,
os trilhos de navegantes
que foram ganhar o pão,
que venceram a sua dor ,
na imensidão tropical,
ao largo do Bojador.

Foram lutas aguerridas,
tantas vidas perdidas,
tantas preces a um Deus maior.

Candura de índias formosas,
filhos guerreiros e valentes,
que cobriram de porcelana,
as fachadas do Maranhão.

Foi a epopeia sem honras,
do povo de Mazagão.

Um dia abriu-se uma flor,
pintada com as cores do sol,
e toda a paisagem sorriu,
no reino do beija-flor!

Angela

Espero que gostem :)

 
Prece (o fado) - Catarina Wallestein Publié par coloo

15 commentaires:

  1. Boa Tarde, querida amiga Ângela!
    Que lindo! Que carinho gostoso você nos oferta aos seus amigos irmãos daqui!
    Amo Portugal e meus amigos protugueses. Recebo com honra digna da sua parte e do nosso lindo Portugal amado!
    Custou guerras, orações e muito mais, como bem poetou mas, enfim, vencemos a vitória do amor entre nós, mesmo que as coisas não andem bem por aqui politicamente falando, mas nosso povo é pacífico e muito me honra ser brasileira.
    Grata por tamanha gentileza de se lembrar de nós aqui. Uma participação ímpar dentro desta festa das 50 semanas.
    Amigos que se unem em prol do bem e da paz fraternal, que maravilha!
    Tenha dias felizes e abençoados!
    Bjm fraterno e carinhoso de paz e bem

    RépondreSupprimer
  2. Ce commentaire a été supprimé par l'auteur.

    RépondreSupprimer
    Réponses
    1. Ah! Que lindo o fado que tanto aprecio nesta tardezinha fria aqui! Bjm de gratidão

      Supprimer
  3. Minha querida Ângela, que lindeza de homenagem você fez aos irmãos brasileiros, a nós e ao Brasil. Como não ficar emocionada e agradecida.
    Minha mãe e descendente de portugueses enradicados no Brasil. Nunca fui a Portugal devido o meu pavor de fazer viagens longas de avião. Contudo estou tentando meus medos e quem sabem um dia realizo meus sonhos de ir até seu maravilhoso País, visitar as igrejas e os lugares santos que tanto sonho em conhecer e visitar.Quem sabe um dia!
    Tenho amigos a amigas queridas portugueses como você e os amo de verdade, acho que é as minúsculas partículas de sangue português que ainda corre nas minhas veias.

    Amei sua majestosa participação. Parabéns! Muito obrigada! Abraços, feliz início de semana.

    RépondreSupprimer
  4. Uma inspiração simplesmente fabulosa!! Amei!

    Entrelinhas da tristeza...

    Beijo e uma excelente semana.

    RépondreSupprimer
  5. Poetizou e encantou, versando esse Brasil de belezas e maravilhas, embotadas pelas daninhas ervas da corrupção e do descaso. Mas, isso passa e o país da esperança há de reflorir, recolorir e brilhar altaneiro.

    Um abraço blogueiro. Boa semana.
    Blogando, poetizando e encantando.

    RépondreSupprimer
  6. Olá querida Angela! obrigada pela linda homenagem ao meu Brasil de tantas belezas. Linda participação. Abraços, feliz semana.

    RépondreSupprimer
  7. Amiga Ângela, uma majestosa inspiração e uma bela homenagem aos brasileiros, ao Brasil. Obrigada querida por poetizar mostrando as belezas do nosso País. Abraços, feliz semana.

    RépondreSupprimer
  8. Belíssima e sentida participação nestas Bodas de Ouro.

    RépondreSupprimer
  9. Eu também gostei Pedro. Vou abraçar
    a minha amiga Angela pelo gol de placa
    que fez.

    Beijos e abraços.


    .

    RépondreSupprimer
  10. Obrigado pela belíssima poesia Ângela neste olhar ao verde amarelo. Cada verso reescreve uma historia num belo trabalho que a poesia orna com criatividade.
    Meus aplausos com carinho amiga.
    Beijo de paz.

    RépondreSupprimer
  11. Bom dia!

    Nesse dia do blog, passo aqui para deixar o meu abraço e os votos de mais e mais anos de blogagens a comemorar.

    Um abraço blogueiro.
    Blogs em acróstico

    RépondreSupprimer
  12. CONVITE DO POETIZANDO- 51ª edição.
    Boa noite!

    Mais uma vez passando com carinho para convidar-te e ao mesmo tempo comunicar que acabei de postar o Poetizando, com imagens que por si já representam poesia.
    O poetizando ficará em evidência durante toda semana vindoura e que o dia em que você desejar participar, não influenciará na sua participação, ao contrário, será um grande prazer.

    Um lindo fim de semana e que você
    tenha dias diferentes dos outros.
    Que sejam dias felizes!
    Para isto, basta que você use os olhos do
    coração para diferenciá-los.
    Que você só consiga ver
    e perceber as coisas
    lindas que a vida pode lhe oferecer
    E que faça dos atropelos que por
    Ventura surgir, aprendizados.

    Veja, Sinta e Participe
    desta linda ciranda que se chama VIDA!
    Poetizando e regando a plantinha chamada amizade.

    Desejo-te dia maravilhosos

    Abraços de carinho e amizade.
    Lourdes Duarte


    RépondreSupprimer
  13. Querida Ângela, você será sempre bem vinda! Obrigada pela visita, ficaremos aguardando sua linda participação. Abraços

    RépondreSupprimer
  14. Boa tarde! vim agradecer pela sua presença no meu Blog * Na vida tudo tem um sentido!* e pela felicitação do meu aniversário. Você é uma pessoa especial! cheia de amor e luz...Sou grata por ter sua amizade. Sua presença enriquece minha vida! Um grande abraço de Luz! Deus te proteja sempre...

    RépondreSupprimer

Merci de tout coeur pour vos visites et commentaires!